Japão cria programa para ‘policiar’ sushi no mundo

Foto tirada em restaurante japonês no Recife

“O número de restaurantes está crescendo rapidamente apesar de uma falta de informação sobre a comida japonesa e sem o uso de ingredientes que não só caracterizam, mas são essenciais para a culinária japonesa”, disse um comunicado do ministério.

Outro problema observado pelo governo é a falta de conhecimento em alguns países sobre como lidar com peixes crus usados para preparar sushis e sashimis, o que pode resultar em sérios problemas de saúde para os consumidores.

Peixe cru

“Em lugares onde não é costume comer peixes crus, os conhecimentos e habilidades necessários para manusear, preparar e consumir o peixe fresco freqüentemente estão em falta”, disse o ministério. “A possibilidade de um incidente como resultado de tais deficiências tem o potencial de prejudicar a imagem da comida japonesa.”

O governo do Japão estima que existam entre 20 mil e 25 mil restaurantes japoneses fora do Japão, um número que está crescendo rapidamente.

“No momento, as indústrias agrícola, marinha e alimentícia do Japão estão tentando aumentar suas exportações e a presença nos mercados internacionais para expandir além do saturado mercado doméstico”, diz o governo.

O “Programa de Recomendação de Restaurantes Japoneses Fora do Japão” irá ser administrado por organizações privadas locais, com o apoio do governo japonês.

O programa realizará avaliações de restaurantes japoneses que se inscreverem de forma voluntária. Os estabelecimentos aprovados poderão usar um logotipo especial.

Critérios

Os restaurantes serão avaliados nos seguintes critérios:

  • Qualidade dos ingredientes primários, incluindo arroz, molhos, temperos e bebidas japonesas, como saquê.
  • Conhecimentos da culinária japonesa e dos procedimentos sanitários adequados por parte dos cozinheiros e dos proprietários.
  • Atmosfera do restaurante, atendimento, qualidade das louças e do cardápio.
  • Preparação, sabor e apresentação dos pratos.
  • Capacidade de dar informações aos consumidores sobre a preparação, ingredientes e aspectos culturais da culinária japonesa.

O governo japonês quer também criar oportunidades para que chefes estrangeiros possam treinar no Japão e para que profissionais japoneses dêem cursos fora do país.

Mas, apesar de ter o objetivo de proteger a tradicional culinária japonesa, o governo disse que irá levar em conta as fusões feitas com as cozinhas regionais. Uma das idéias é criar duas categorias diferentes de restaurantes japoneses, os tradicionais e os de fusão.

Alguns países, como a Tailândia, a Itália e a França, já criaram programas similares de avaliação de restaurantes japoneses. O governo espera levar o projeto para outros países do mundo.

Segundo o ministério da Agricultura, Florestas e Pesca do Japão, que criou a campanha, a falta de informação e do uso de ingredientes adequados pelos restaurantes está ameaçando a “boa imagem” da culinária japonesa.

Concordo plenamente com essa fiscalização só não sei se vai ser eficiente. O Recife é uma cidade que precisa muito de uma fiscalização mais eficaz. Se viu algo de errado em algum restaurante, nos avise, a saúde das pessoas não podem correr risco.

Views:
179
Article Categories:
Curiosidades

Todos os comentários

  • Muito pertinente o seu post, afinal o número de restaurantes de culinária japonesa está em constante crescimento aqui no Brasil.
    Louvável a iniciativa do governo japonês.
    Ótima matéria, parabéns!

    Tudo Para o Restaurante

    Tudo Para o Restaurante 19 de maio de 2011 Responder
  • Nas minhas andanças nos restaurantes por ai vejo muita coisa errada, isso pode se tornar muito perigoso. Temos que fiscalizar afim de garantir que nada de mal prejudique os consumidores.

    AHh, é importante também dá valor as restaurantes que tem essa preocupação que deveria ser comum.

    Obrigado por nos acompanhar.

    rafa Cavalcanti 19 de maio de 2011 Responder
  • Muito bom essa matéria.

    De suma importância para nós consumidores. Nos garanteria um alimento de excelencia, muito presada pelos japoneses.

    Nykon 24 de maio de 2011 Responder
  • já fui premiado com uma formiga voadora dentro de um temaki no Bonsai e já matei uma baratinha que circulava pelo chão do Mamthara.

    Felipe 25 de maio de 2011 Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.