Peixe cru, arroz e moderação

O peixe é a carne mais saudável que existe, tem alta concentração de proteínas e ômega-3. O arroz, velho conhecido da cozinha nacional, não tem uma fama tão nobre, mas muitos acreditam que um compensa o outro e atacam sem medo os rodízios de comida japonesa.

“A refeição ideal seria uma pequena porção de shitake e shimeji, alguns tipos de sushis e fatias de sashimis”, sugere a nutricionista Patrícia Bertolucci, da PB Consultoria em Nutrição. “Evite frituras como os hot rolls, guiozas, tempurás e rolinhos primavera. Se pedir temaki, opte pelas opções sem cream cheese ou maionese”, alerta Lilian Reis, nutricionista da Nutricius Consultoria Nutricional.

Fuja dos rodízios – O grande problema da comida japonesa não está na sua composição. Por ser um tipo de comida com porções reduzidas, muitas pessoas preferem o rodízio, que oferece as mesmas opções do à la carte só que em maior quantidade.

“No rodízio, as pessoas sempre exageram e aumentam o valor calórico da refeição. Já nas escolhas pelo cardápio é mais fácil selecionar as porções, a quantidade e a qualidade dos nutrientes, como proteínas e carboidratos, que nos rodízios ficam desbalanceadas”.

Além de estimular as pessoas a comerem além do necessário, no final da refeição o saldo nutritivo estará pobre, por conta do grande consumo de arroz e peixe, deixando de lado legumes frescos, verduras e outros alimentos que tornam o prato mais equilibrado. “Comer muita comida japonesa resultará em uma refeição deficiente em ferro, uma vez que não tem carne vermelha, e muito rica em cloreto de sódio”, ressalta Patrícia.

Mas, se não houver outra opção, o importante é não se deixar levar pelas quantidades e selecionar bem o que vai comer. É o que faz a administradora Priscila Barreto, 26, que almoça em restaurantes japoneses no mínimo uma vez por semana. “Sei exatamente o que posso comer. Nunca pego nada frito”. Logo, a melhor refeição, está em selecionar as combinações, não exagerar nas quantidades e, sempre que possível acrescentar legumes, saladas e outras carnes.

Fonte: Revista W Run

Matéria sugerida por @renatabsa

Todos os comentários

  • É como diria minha vozinha…Tudo de demais é veneno…

    Cicero Mairton 13 de abril de 2011 Responder
  • Nunca pensei que esse ditado servia também para os exageros na comida japonesa 🙁

    rafa Cavalcanti 13 de abril de 2011 Responder
  • Se eu fosse me preocupar com isso jamais iria a uma churrascaria…eu sempre digo que a gnt não leva nada nessa vida, só os prazeres que ela oferece…como rodizio é somente a noite então é só ter um almoço bem nutritivo e uma vez por semana se empaturrar num rodizio de sushi não vai matar ninguém!!!
    e quanto as frituras…uma hora a mais na academia depois do rodizio eu não vou ficar mais cansada!!!hehehehe

    Reane Silva 29 de abril de 2011 Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.