Preço do salmão dispara e seu sushi pode ficar mais caro

Os preços internacionais do salmão dispararam nos últimos meses e restaurantes no Recife são afetados.

Com a queda da produção, exportações chilenas de salmão serão prejudicadas

Com a queda da produção, exportações chilenas de salmão serão prejudicadas

Os preços internacionais do salmão dispararam nos últimos meses em razão dos estragos provocados em fazendas de criação do Chile pela proliferação de algas marinhas. O país sul-americano é o segundo maior produtor mundial de salmão.

As algas marinhas matam os salmões, criados em cativeiros, por asfixia.

De acordo com analistas, os preços do salmão chileno já aumentaram 25%, para cerca de US$ 5 a libra-peso (medida equivalente a 454 gramas), desde dezembro, quando a crise sanitária começou. A explicação para o problema pode estar da elevação das temperaturas do Pacífico provocada pelo fenômeno El Niño e na falta de chuvas. Essa combinação pode ter desencadeado a proliferação descontrolada das algas.

Segundo o Serviço Nacional de Pesca e Aquicultura do Chile, 38 fazendas de criação de salmão da principal região produtora do país foram afetadas, levando à morte de 23,8 milhões de peixes. “A proliferação ainda afeta os peixes”, disse Javier Peró, da SalmonEx do Chile, que concentra informações sobre esse mercado.

Paralelamente, a crise chilena vem colaborando para impulsionar o aumento do preço do salmão, consequentemente os restaurantes, principalmente, que trabalham com comida japonesa estão sofrendo grandes golpes no orçamento, sendo obrigado a reajustar os preços para não fechar as portas.

No Recife, a maioria dos restaurantes japoneses já fizeram reajustes baseados no aumento de encargos trabalhistas, energia, água, transporte e alguns insumos, agora estão sofrendo mais um golpe devido a crise do salmão.

Fonte: Valor Econômico

Views:
36
Article Categories:
Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.